Vereador e idosos são presos por fraude no INSS (Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Cinco pessoas foram na quarta-feira (4), município de Castanhal, no nordeste paraense, acusados de integrar uma quadrilha que realizava fraudes no INSS. Entre os acusados, estão duas mulheres, dois idosos e um vereador do município de Itinga, no Maranhão.

O caso foi descoberto após servidores do instituto alertarem a polícia sobre duas mulheres que, de forma suspeita, tentavam tranferir benefícios previdenciários do Maranhão para a agência de Castanhal. Lá, os policiais encontraram Lucilene da Silva Santana e Maria Irismar Ferraz da Silva, que entraram em contradição e tentaram apresentar nomes falsos aos policiais.

As duas acabaram revelando a fraude e afirmaram que o esquema era encabeçado pelo vereador Raidean Silva Conceição, de Itinga, que estaria em Castanhal, tentando realizar outro golpe. Uma ação de busca foi organizada, e os policiais localizaram o vereador em um carro, acompanhado de dois idosos, identificados como Francisco Ferreira Gonçalves e Agripino Moreira.

Os envolvidos foram autuados em flagrante. (Foto: divulgação)

Com eles, foram  foram encontradas diversas carterias de identidade falsas, com as fotos dos idosos, mas nomes falsos. Eles também confirmaram que o esquema era coordenado pelo vereador.Em interrogatório pelos policiais, Raidean permaneceu calado.

Todos foram autuados em flagrante pelos crimes de de Associação Criminosa, Falsificação de Documento Público,  Uso de Documento Falso e Estelionato.

(Com informações de Tiago Silva/Diário do Pará)

http://xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2017/10/destaque-456280-gfgfgfgfgfgfg.jpghttp://xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2017/10/destaque-456280-gfgfgfgfgfgfg-150x150.jpgGesiel TeixeiraDestaquesGovernoParáVereador e idosos são presos por fraude no INSS
Cinco pessoas foram na quarta-feira (4), município de Castanhal, no nordeste paraense, acusados de integrar uma quadrilha que realizava fraudes no INSS. Entre os acusados, estão duas mulheres, dois idosos e um vereador do município de Itinga, no Maranhão. O caso foi descoberto após servidores do instituto alertarem a polícia...
Compartilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn