Católicos iniciam período da Quaresma (Foto: Jader Paes/Arquivo)

Missa de Cinzas relembra aos fiéis que todos precisam de conversão. (Foto: Jader Paes/Arquivo)

 

Hoje é celebrada, pelos católicos de todo o mundo, a Quarta-feira de Cinzas. Com a realização de missas nas 87 paróquias da Área Metropolitana de Belém, o dia é marcado pelo gesto de imposição das cinzas nas pessoas. Na capital paraense, a missa será celebrada às 19h, pelo Arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira, na Catedral Metropolitana.

O dia de hoje também marca o início da Quaresma, período de 40 dias que se estende até a Quinta-feira Santa e destinado à prática de oração, penitência e jejum. Para o bispo auxiliar de Belém, Dom Irineu Roman, esse período é tempo de praticar a caridade e de olhar para dentro de si mesmo, para uma renovação da própria vida. “Esse período, costumamos dizer que é tempo de conversão, em que nos voltamos para nossa vida pessoal, comunitária, a fim de nos reconciliarmos com Deus”, afirma.

Dom Irineu explica que o gesto de impor as cinzas nas testas das pessoas significa que todos têm a necessidade de conversão. “Amanhã (hoje) é dia de jejum e de abstinência de carne. As cinzas são um sinal de que a pessoa tem de tomar consciência de que tem de assumir atitudes e valores mais humanos e de transformação da própria vida”, frisa.

FRATERNIDADE

Também nesta quarta-feira será lançada a Campanha da Fraternidade 2018. O evento ocorrerá durante uma coletiva de imprensa, às 9h, na Cúria Metropolitana.

Com o tema “Fraternidade e superação da violência”, e com o lema “Vós sois todos irmãos”, a Campanha quer chamar a atenção para a superação da violência por meio da construção de uma cultura de paz. “Vamos trabalhar as práticas para a edificação da paz e superação da violência. Isso deve começar a partir do gesto de cada pessoa, quando tem de mudar suas atitudes, comportamentos, no sentido de criar relações humanas, de fraternidade e de respeito para com o outro para superarmos assim a violência”, reitera Dom Irineu.

O bispo também aponta para a da questão da violência doméstica. “Acredito que dentro das nossas famílias, se nos ajudarmos mais, se formos mais fraternos e dialogarmos mais, nós vamos viver em paz. Vamos começar a paz pela nossa vida básica, no convívio da família”, orienta.

Na opinião do sacerdote, não é apenas coibindo criminosos que vamos obter a paz, mas é fazendo com que haja uma restauração das pessoas. “Vamos lançar agora durante a quaresma um trabalho nas paróquias e centros pastorais, onde terão momentos de esporte, lazer e oficinas para a juventude, para que os jovens saiam da vulnerabilidade social, drogas e dos vícios em geral e se encaminhem a um lazer sadio e aprendam alguma profissão”, adiantou.

(Wal Sarges/Diário do Pará)

http://xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2018/02/destaque-486742-f.jpghttp://xinguaraativa.com.br/wp-content/uploads/2018/02/destaque-486742-f-150x150.jpgGesiel TeixeiraBrasilCatólicos iniciam período da Quaresma
  Hoje é celebrada, pelos católicos de todo o mundo, a Quarta-feira de Cinzas. Com a realização de missas nas 87 paróquias da Área Metropolitana de Belém, o dia é marcado pelo gesto de imposição das cinzas nas pessoas. Na capital paraense, a missa será celebrada às 19h, pelo Arcebispo...
Compartilhe: Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn